Não seja você o acusador da adúltera(o).

"Os escribas e fariseus trouxeram à sua presença uma mulher surpreendida em adultério e, fazendo-a fica de pé no meio de todos, disseram a Jesus: Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério. E na lei nos mandou Moisés que tais mulheres sejam apedrejadas; tu, pois, que dizes? 
... Jesus se levantou e lhes disse: Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra.
Mas, ouvindo eles esta resposta e acusados pela própria consciência, foram-se retirando um por um, a começar pelos mais velhos até aos últimos, ficando só Jesus e a mulher no meio onde estava.
Erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém mais além da mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?
Respondeu ela: Ninguém, Senhor! Então lhe disse Jesus: Nem eu tampouco te condeno, vai e não peques mais.]" João 8: 3-5, 7, 9-11

Os escribas e fariseus quiseram envergonhar a adúltera. Naquela época eles viviam experimentando Jesus, a saber Sua opinião para terem do que acusá-lo.

Na lei está escrito: "Se um homem adulterar com a mulher de seu próximo, será morto o adúltero e a adúltera." Levítico 20:10, mas, os escribas e fariseus ocultou a vergonha do adúltero, levando apenas a mulher para ser punida de seu pecado. 
Aos que assim procedem hoje, ocultando os erros de uns e acusando outros, são como os escribas e fariseus. 
Veja que até hoje, as pessoas olham bem diferente o adultério da mulher, onde é mais exposto e mais absurdo do que o homem. Mas, todos nós somos iguais diante de Deus, que requer de todos a mesma obediência de Seus mandamentos.

No passado éramos errantes e não conhecíamos a palavra de Deus, e precisamos de alguém usado por Deus a nos orientar e estender a mão. Aos que agora convertidos, devem fazer o mesmo com os que precisam. Não acuse a adúltera e nem a ninguém, e nem tenham maus olhos em apontá-la, quando o ato sexual foi executado por dois.

No post de ontem atentei, através da palavra de Deus, a tomar cuidado com a adúltera(o), hoje faço convite a adúltera(o) a se converter: ARREPENDA-TE, NÃO PEQUES MAIS!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus prova os pensamentos.

"Enquanto há vida, há esperança."