Não vou tropeçar!

Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis.

Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
2 Pedro 1:10-11
"Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isso, nunca jamais tropeçareis.
Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo." 2 Pedro 1: 10-11

O tropeço e um erro que nos leva ao buraco, um erro que pode nos levar ao inferno, caso persista nele, como nos afirma a passagem de Marcos 9:43 "E, se tua mão te faz tropeçar, corta-a; pois é melhor entrares maneta na vida do que tendo as duas mãos, ires para o inferno, para o fogo inextinguível." (Lembrando que não podemos levar ao pé da letra a arrancar fisicamente um membro do corpo. Isso é uma parábola, e a interpretação significa que devemos nos libertar espiritualmente, na mente, ou no coração daquilo que pode nos levar ao inferno.)
Nunca tropeçaremos se estivermos firmes na palavra de Deus, ou seja, na revelação do que está escrito, naquilo que devemos fazer diante de Deus e que o agrada. Pois é examente através desta obediência somada ao poder dele que nos sutentará a não tropeçarmos. É como uma troca: eu faço o que Deus quer e ele me sustenta a não errar.
É uma luta diária, daquilo que nossas vontades nos chama e daquilo que Deus se agrada. E é através desta luta perseverante, até o último suspiro, que nos levará a vida eterna.
Precisamos estar em busca todos os dias do conhecimento completo de Deus através das escrituras e exercitando obediência a ele. É impossível conhecer a Deus verdadeiramente esperando, é preciso ir atrás!
Busquemos esse conhecimento em orações, leitura, meditação do que está escrito e prática constante, com perseverança, para que alcancemos a tão desejada vida eterna com Deus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus prova os pensamentos.

"Enquanto há vida, há esperança."