Inimigo do entendimento.

"E a vós outros também que, outrora, éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras malignas, agora, porém, vos reconciliou no corpo da sua carne, mediante a sua morte, para apresentar-vos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis [...]" Colossensses 1: 21-22

Todos nós que conhecemos os mandamentos e estatutos, sabemos que o que Deus quer é obediência. Cada vez que entendemos o que deve ser feito e não obedecemos, através da bíblia, nos tornamos inimigos do entendimento, inimigos de Deus, e já sabemos que o resultado final disso é a ruína. Mas, para que possamos praticar o que entendemos precisamos ter fé. Meu pai da fé me explicou que Deus não nos pede para fazer algo no qual não temos condições, se entendemos o que lemos ou o que o pregador explicou é porque estamos aptos a fazer, no mais é ter fé que fará.

Meditemos: como serei inimigo de algo que me levará a vida e felicidade? Como ser inimigo de quem me ama tanto e quer me ajudar e prosperar meus dias e vida?
Para que não sejamos inimigos do entendimento é preciso estarmos firmes em um único propósito: sermos inculpáveis e irrepreensíveis diante de Deus, para que no dia da nossa morte, que é certa e repentina, ou no momento em que Cristo voltar estejamos prontos para sermos salvos, caso contrário acontece o que nem eu nem você queremos: inferno.
Ser inculpável é ter consciência firme de que faz aquilo que Deus quer, que não desobedeceu ou vem desobedecendo em algo. Irrepreensível é saber que tudo que Deus mandou você já executou e vem executando dia após dia.
 
Essa passagem me chamou atenção para que eu a dividisse aqui, mas estou bem certa do quanto eu preciso, mais e mais, pô-la em prática em minha vida.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus prova os pensamentos.

"Enquanto há vida, há esperança."