Não interceder em casos de pecados para a morte.

"Se alguém vir a seu irmão cometer pecado não para a morte, pedirá, e Deus lhe dará vida, aos que não pecam para a morte. Há pecado para a morte, e por esse não digo que rogue." 1 João 5: 16

Há pessoas que cometem pecados que Deus abomina e este é considerado um pecado para a morte. Nesta passagem está claro para quem devemos rogar. 

A intercessão é algo que, se feita com fé, pode mudar a vida de uma pessoa, pode mudar o futuro desta, e Deus a considera em qualquer circunstância exceto para aquelas que pecam para a morte. Podemos relembrar um pouco de pessoas que pecaram para a morte: Os filhos de Eli, que eram desobedientes a seu pai e viviam em prostituição; o povo de Israel que adorou imagens e blasfemaram e com isso não alcançaram a promessa, morrendo no deserto. Meu pai da fé comentou comigo que, blasfêmia, desobediência aos pais e adultério são alguns dos pecados para a morte e que a pessoa tem que sair do buraco sozinhas, pois não podemos rogar. Por isso precisamos viver em obediência, pois com intercessão às vezes é complicado sair de um buraco, imagine sem?
Quando temos alguém intercedendo por nós, saímos de situações que nem passam por nossas mentes, por isso é tão importante interceder por alguém.
Há alguns anos atrás meu pai da fé me ensinou que se eu pensar em alguém que não vejo há muito tempo, ou de uma hora pra outra pensar em uma pessoa, é para interceder por ela, naquele momento ela pode estar precisando de um livramento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus prova os pensamentos.

Dízimos e Ofertas - Primícias