Guardando a palavra.

"Se alguém ouvir as minhas palavras e não as guardar, eu não o julgo; porque eu não vim para julgar o mundo, e sim para salvá-lo.
Quem me rejeita e não recebe as minhas palavras tem quem julgue; a própria palavra que tenho proferido, essa o julgará no último dia." João 12: 47-48

Todos temos a tarefa de guardar as palavras descritas na bíblia, e todos aqueles que não as guardam são julgados, por ela mesma, no dia do juízo final. É comparável quando nossos pais nos avisam de algo em que teimamos em não ouvi-los e nos damos mal, logo em seguida escutamos deles: "Eu te avisei pra não fazer isso." A diferença é que no dia do juízo final a palavra estará julgando aquele que não a guardou e este não terá uma nova chance de dar ouvidos, uma nova oportunidade de acertar, de obedecer, assim como tivemos, ou temos, a chance de teimar com nossos pais e depois poder obedecê-los em outro momento. No juízo final é o fim da linha, o nome já diz.
É interessante, quando guardamos uma determinada passagem, e ela já está entrelaçada em nossa vida, é muito mais simples de praticá-la, ela te freia de cair no erro, mas se não guardar o erro é a consequência.
Jesus se entregou por nós para nos salvar, e não há maior amor que esse. Precisamos estar atentos as Suas palavras, descrita na bíblia, e sempre guardando, para que alcançamos o que é de mais importante na vida de uma  pessoa: vida eterna. 
Sejamos todos, em Nome de Jesus, um bom depósito, como afirma em 2 Timóteo 1: 14.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus prova os pensamentos.

"Enquanto há vida, há esperança."