Mudando a oração.

Estamos sempre pedindo coisas a Deus, em muitas áreas de nossas vidas, mas precisamos pedir o que é da vontade de Deus e o que fará com que eu glorifique o Nome Dele.
Deus não nos dá aquilo que queremos para nos satisfazer, por vaidade e fim que mostrar que tem ou que conquistou. 
Através das nossas intenções ao que pedimos é que conseguimos medir se receberemos ou não.
Não sabemos orar como convém, a palavra afirma isso, mas se não soubermos pedir não receberemos. Eu já orei muitos meses em uma determinada coisa e não passei nem perto de receber porque coloquei mal as palavras, então quando Deus orientou, através do sr. Washington, a melhor forma de pedir senti uma diferença no que eu precisava.
Veja, quando Jesus encontrava um doente ele perguntava o que aquela pessoa precisava, mesmo que soubesse, e este pedia exatamente aquilo que glorificaria o Nome de Jesus. Entendo que precisamos ser específicos e pedir aquilo que glorifica o Nome de Jesus. Uma cura ou a liberdade de possessão de demônios não era algo para esbanjar nos prazeres carnais, e sim para que a pessoa tivesse uma vida digna.
Pedir aquilo que não precisamos verdadeiramente, não é um bom caminho. Ana, pediu um filho para perder a vergonha no meio da sociedade e em seu lar, e ela entregou o que tanto queria a Deus, pois só precisava viver dignamente.
Se a oração não está sendo ouvida, pode ser por falta de acreditar que receberá, porque está pedindo mal ou porque ainda não está na hora de receber. Se está insistindo e não acontece nada, mude a forma de pedir. Avalie suas intenções ao que pede.

"Pedi, e dar-sevos-á; buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á." Mateus 7; 7-8

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus prova os pensamentos.

"Enquanto há vida, há esperança."