Vivendo com Deus ou de imaginações?

Muitos de nós estamos vivendo a palavra como queremos. Simplesmente pelo fato de não irmos atrás do conhecimento, ou porque ouvimos uma pregação que não era exatamente como estava escrita e não conferimos, ou porque fechamos os olhos para a verdadeira palavra pois nos parece difícil demais de praticar, afinal a renúncia é maior do que realmente gostaríamos.

Há pregações tão criativas, a ponto de nunca termos ouvido nenhum outro pregar semelhante e nem desconfiamos a ponto de conferirmos se realmente é daquele modo, como se não estivéssemos preocupados em saber a verdade.
Andar como Cristo andou parece um desafio mas necessário, afinal Ele vivia em obediência ao Pai e isso o levou para junto Dele. Se assim quisermos, estar junto do Pai, precisamos viver exatamente como está escrito, sem tentar modificar nada.

"[...] pois nele vivemos, e nos movemos, existimos, como alguns dos vossos poetas têm dito: Porque dele também somos geração. Sendo, pois geração de Deus, não devemos pensar que a divindade é semelhante ao ouro, à prata ou a pedra, moldados pela arte e imaginação do homem." Atos 17: 28-29

As perguntas que ficam dentro de mim são: Será que estou vivendo, movendo e existindo em Deus? Será que já estou vivendo das minhas imaginações, ou das dos outros pregadores, por não querer renunciar como de fato está escrito?
Viver, mover e existir, entendo que é estar totalmente conectado a Deus em tudo que se faz, pensa, decide. E precisamos examinar se estamos vivendo na obediência do Pai para que isso realmente ocorra. Sem procurar inventar ou viver da invenção de pregadores que não pregam a verdadeira palavra e vivem de imaginações, moldando de forma mais fácil, aquilo que Deus deixou para seguir a risca.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus prova os pensamentos.

"Enquanto há vida, há esperança."